O governo Bolsonaro é essa lástima. Atrapalhado em si próprio, ontem conseguiu colocar sua frágil base no Congresso contra si após desmentir informações de suspensão de cortes na educação que parlamentares aliados divulgaram após ouvirem do próprio presidente. Além disso, em uma tratorada que colocou Novo e PSL de um lado, e todos os demais partidos do outro, o ministro da educação foi convocado para sabatina na câmara em pleno dia de manifestações pela educação no país.

Os atos de hoje, portanto, tem um potencial de gerar muita dor de cabeça no governo e a depender de sua dimensão pode forçar o governo a recuar nos cortes, emparedá-lo, e creio eu, derrubar o ministro e mesmo deixar o presidente nas cordas para futuras manifestações e pressão de outros setores.

Hoje é dia de ir às ruas contra esse governo! Procure sobre o ato na sua cidade, que ocorrerá em todas as capitais e em várias cidades do interior do país!

#Moroloucos

https://www.theguardian.com/commentisfree/2019/may/11/big-tech-progressive-vision-silicon-valley

Forwarded from baixacultura
“Em 2015, já fora da empresa, aos 20 anos, Reis foi a estrela de um culto pela prosperidade no Templo de Salomão. No depoimento, gravado em vídeo, ele falou sobre como a igreja mudou a sua vida e como construiu sua fortuna trabalhando com bitcoin. No altar, Reis não detalhou como aplicava seu dinheiro nas criptomoedas ou como o investimento. Mas as suas redes sociais deixam pistas.”

Paulo Victor Ribeiro e Yuri Ferreira, do The Intercept Brasil, contam a incrível (e bizarra) história do ‘Garoto Bitcoin’ e suas relações com a Igreja Universal.
https://theintercept.com/2019/05/05/universal-empresa-bitcoin/

Forwarded from caramurivis
A epítome da barbárie linchadora pinçada aqui: “não precisamos de nuance; nuance é uma forma de cumplicidade”

https://cultura.estadao.com.br/blogs/estado-da-arte/um-outono-da-liberdade-de-ian-buruma-a-roger-scruton-a-intolerancia-digital-colhe-suas-vitimas/

Forwarded from trepamuleke
“It’s the end of the world as we know it…” Não, não, não ouvimos REM, mas falamos de fim do mundo. Pode ser aquele já anunciado, em que tudo vai ficando mais quentinho e derretido e a vida vai morrendo, pode ser esse mais locão que a gente está vivendo, com um governo de gente incapaz de cuidar de si, quanto mais do país, pode ser o fim do mundo civilizado. Você escolhe! Mas não decide, já que o autoritarismo tá aí metendo bala e cortando gastos. Vai acabar em 2050? Segundo os cientistas reunidos em um painel pela ONU a coisa vai ficar mais feia principalmente pra quem está nos trópicos, ou seja, nós. Falando em fim, discutimos também a previdência e suas reformas, debatendo uma figura que nessa semana passada foi novamente guindada às luzes por suas posições no assunto: Tabata Amaral. Deu feiticeira na cabeça, mas as vozes deste podcast nuançaram o que raios entendem por isso, o que quer dizer que todo mundo concordou em discordar mas depois concordou de novo. E é claro que tínhamos que falar sobre educação e universidades, já que os caras que tem a caneta para decidir sobre a ciência nacional e sobre as vidas dos cada vez mais pobres cientistas brasileiros são incapazes de fazer matemática básica usando chocolatinhos! Essa mexida com a educação está servindo muito bem para desmascarar como esses caras tem no horizonte o fim do conhecimento, e a coisa está esquentando para o dia 15. Será que vai? Será que vai poder gritar Lula Livre? Enquanto isso, tá ficando cada vez mais claro como o que aconteceu nessas eleições não foi lá muito normal, que a estratégia de comunicação dos caras, baseada no Zap, tá no limite da irresponsabilidade. Pode ser um flanco pra gente ir pra cima. Quem tá de olho nisso está falando e juntando evidências de ação organizada. No submundo dos grupos radicais os últimos dias foram de ataque às universidades, olha que coincidência, né? No som, ouvimos aquela surf music do Autoramas, do Gasolines e do saudoso Dick Dale. Porque se vem tsunami por aí é melhor pegar a prancha e já emendar aquele tubo radical. http://trepamuleke.com/podcast/trepa-muleke-56/

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/celso-rocha-de-barros/2019/05/o-olavismo-e-o-partido-autoritario-que-falta-ao-bolsonarismo.shtml